quinta-feira, 24 de julho de 2008

Grafite


Nasceu olho,
virou peixe.
Nadou até a parede
e parou,
ponto e vírgula.

Então, pipa,
voou até as reticências das nuvens.

2 comentários:

Priscilla Oliveira (...uma simples mortal com alma élfica...) disse...

Palavras, palavras muitas...significados? Talvez...

Priscilla Oliveira (...uma simples mortal com alma élfica...) disse...

Nunca são diários...a idéia de continuidade é que conta....