sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Amanhã



Havia mais que uma lua matinal.

Matinal, intrometida,

ousada, encantadora.


Havia mais que um poema matinal.

Natural, improvisado,

desperto, encantado.


Havia um santo são Jorge.

Havia um santo dragão.

Havia uma santa lança

e uma história a viver.


Havia mais que a manhã.

Havia amanhã.

4 comentários:

o mar e a brisa do prazer de aprender disse...

Hip, hip, hurra que bom que temos o outro dia para viver e esquecer o que passou .
Sempre é tempo de um novo dia,de uma Nova Era.Só vive intensamente quem muito amou e continua amando.
Viver é uma arte maravilhosa que muitas vezes os poetas nos mostram através de gestos, escrita e dedicação. Mil bjus.

Batom e poesias disse...

Amém!
Lindo poema enluarado.

Enternece-me eternamente...

bjs
Rossana

Menina Misteriosa disse...

Ah, o amanhã! Que nos enche de esperança... que nos dá forças pra continuar!
Bom ler seu texto e refletir... ainda temos muito o que viver, o que sentir!!!!
Boa semana,
Beijos

Sentimental ♥ disse...

essa é a vantagem, poder começar tudo de novo amanhã.
bjs