terça-feira, 31 de março de 2009






A mentira
a mentir
A mentira
A mentira
A mentira
Amém...


sábado, 28 de março de 2009

A inexatidão do caminho (do fundo do baú)





A jornada íngreme, acidentada,
sinuosa, insinuante.

Em si, motivo de canto e
arrependimento.
A trágica face do medo improvável.

Presente:
o silêncio
que sente.

A explosão do calendário
em dias cristais:
não vou mais, não volto mais.

O caleidoscópio de palavras
e personagens,
a vida in vitro.

Concepção.
Convicção.
Contradição.

Um poema métrico.
Métrico e meio.

Um poema dos anos noventa,
dos noventa e tantos anos
de um presente incansável.

Do tamanho de um sonho.

Humano, frágil.
Humano.



segunda-feira, 23 de março de 2009

Verdade




Cego, plantei a luz
E por apenas um momento
Apaguei a escuridão
Muito tempo depois
Uma vela acesa iluminou a verdade
De verdade.

sábado, 21 de março de 2009

Eu, tu, eles... versão haikai





a primeira pessoa do singular se deu mal
descobriu
que a terceira pessoa do singular era plural


sexta-feira, 13 de março de 2009

ilusão de ética





escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escravo
escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escravo escrevo
escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escravo escrevo escrevo
escrevo escrevo escrevo escrevo escravo escrevo escrevo escrevo
escrevo escrevo escrevo escravo escrevo escrevo escrevo escrevo
escrevo escrevo escravo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo
escrevo escravo escravo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo
escravo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo
escrevo escravo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo
escrevo escrevo escravo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo
escrevo escrevo escrevo escravo escrevo escrevo escrevo escrevo
escrevo escrevo escrevo escrevo escravo escrevo escrevo escrevo
escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escravo escrevo escrevo
escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escravo escrevo

escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escrevo escravo

sábado, 7 de março de 2009

Mil coisas





Mil coisas que foram ditas
Mil coisas não foram ditas

Mil coisas a fazer
Mil coisas a adiar

Mil coisas a sonhar
Mil coisas a esquecer

Mil coisas a ousar
Mil coisas arrepender

Mil coisas a esperar
Mil coisas correr atrás

Mil coisas ficaram no caminho
Mil coisas outras aguardam

Mil coisas a romper
Mil coisas a emendar

Mil coisas a acertar
Mil coisas a corrigir

Mil coisas a comemorar
Mil coisas esquecer

Mil coisas a aquecer
Mil coisas a esfriar

Mil coisas a atrair
Mil coisas a refutar

Mil coisas a recolher
Mil coisas a espalhar

Mil coisas a aprender
Mil coisas jamais saber

Mil coisas, insistir
Mil coisas desistir

Mil coisas fáceis
Mil coisas impossíveis
Mil coisas comemorar
Mil coisas proporcionar

Mil coisas a ler
Mil textos a escrever...