terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Amanhã




Amanhã quando eu acordar quero sentir a pele molhada do suor da noite e entender que existe uma realidade onde o sonho se assentou.


Amanhã quando eu despertar quero sentir o mesmo desejo que a noite envolveu.

Amanhã quando eu entender o incompreensível e aceitar aquilo sobre o que não há controle eu quero apenas deixar que a lembrança assuma o comando desse rumo novo.

Amanhã eu quero transformar o passado em presente e viver intensamente o que vier pelo caminho.


Amanhã eu quero entender todas as coisas que entendi até hoje e aprender o que o novo haverá de me ensinar.

Amanhã quero ser mais poeta do que ontem e menos poesia do que depois de amanhã.

Amanhã está na agenda, está no calendário, está na esperança.


Amanhã será algo além de um dia.


Amanhã será uma realidade.


Amanhã será amanhã.


Amanhã, apenas.

4 comentários:

o mar e a brisa do prazer de aprender disse...

Eita!!!!!!!!!!!!!!O amanhã é a nossa certeza que ainda poderemos lutar por algo novo.A esperança tem nome: amanhã. Dois mil e onze beijinhos para meu grande amigo ou seria "mermão".

Batom e poesias disse...

"Amanhã eu quero transformar o passado em presente..."

Eu também.
bjcas
Rossana

Phoenix disse...

e o amanhã vem sempre...
beijo*

Menina Misteriosa disse...

eu não quero dormir. quero que a madrugada não termine. quero sentir hoje.

beijo

MeninaMisteriosa