segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Bússola 2


Caderno de poezias



Passei a vida a cuidar dos meus olhos
E não aprendi a enxergar.
Passei meus olhos sobre a vida.
Nem assim.
Perco-me entre pontos cardeais.
Paz?
Não mais.
Luz?
Jamais.
Dor?
Trezentos e sessenta graus.



5 comentários:

Renata Diniz disse...

Me identifiquei com este texto lírico. Inclusive tenho um texto (ainda não publicado), no qual questiono a importância de saber olhar o mundo com os olhos do coração. Abraços.

Stella Tavares disse...

Passei por aqui para me encantar com seus versos e também para convidá-lo a conhecer os audiolivros que estou publicando no projeto Leitura para TODOS no: www.mundodashistoriasmagicas.blogspot.com
Ficarei muito honrada com sua visita.
bjs

Phoenix disse...

Muito forte este poema...e muito bom mesmo.

beijinho*

Tatiana disse...

Olá Jorginho, aproveitei o tempo vago pra escrever no blog e ver blogs dos amigos. saudades de vc.

Perdemos tanto tempo conservando coisas que acreditamos conhecer né? Depois de um tempo de dedicação à sua conservação percebemos que a unica coisa que conservamos foi o sentimento de conservação, nunca a coisa que acreditamos conservar.

Gostei muito da sua poe'z'ia viu?
Adoro vc.

Batom e poesias disse...

Conjuntivite de novo?

:D

bjcas

Rossana