domingo, 2 de dezembro de 2012

A poesia




A poesia vem fácil e fácil vai
A poesia de tantos poetas
A poesia de tantas estrelas
A poesia de tantas luas
A poesia das ruas
A poesia dos guardanapos
A poesia dos esquecidos
A poesia apaixonada
A poesia que protesta
A poesia que encanta
A poesia em desencanto
A poesia da cidade
A poesia rimada, certinha, 
gigante em simplicidade
A poesia que inventa moda
A poesia que acorda cedo,
dorme tarde e nunca para
A poesia de todas idades
A poesia de toda bondade
A poesia dos malefícios
A poesia que é hábito
A poeisa dos vícios
A poesia bem humorada
A poesia dos bem amados
A poesia dos bons exemplos
A poesia dos desesperados
A poesia concreta, abstrata,
heróica, parnasiana
A poesia cotidiana
A poesia de todos estilos
A poesia de tantos destinos
A poesia de toda poesia,
que vem fácil e fácil vai.

Nenhum comentário: