sexta-feira, 31 de agosto de 2012

a manchete de amanhã




a manchete do jornal de amanhã
não será a nossa dor
a manchete do jornal de amanhã
nem de perto contará nossa história
a manchete do jornal de amanhã
desconhece a verdade nua e crua
desconhece a verdade minha e tua
a manchete do jornal de amanhã
nem de perto contará 
que atrás de cada medo veio encanto
a manchete do jornal de amanhã
dormiu ontem...


quarta-feira, 29 de agosto de 2012

desafio branco




o branco desafia,
cutuca cavoca proclama
o espaço aberto provoca
chama convoca alista
a tua alma
para as fileiras, para as trincheiras
da tua resistência
-- brincas com fogo para mijar na cama
pelo simples prazer de ser criança --
medo é uma palavra imprecisa
no vocabulário da tua penitência
-- encaras o vazio sob o trampolim
pelo simples prazer de mergulhar no nada  --
morte é somente uma invenção
no raso da tua veia poética
daí, 
desaba a rir do branco desafio,
apaga e luz e afasta os monstros
que entraram pelo espaço aberto
e, como quem não quer nada,
dorme sem pesadelos nem insônia
como se morresse apenas de brinquedo...



terça-feira, 28 de agosto de 2012

areia areia areia




o vento venta a areia
o olho pisca areia
a pupila rala areia
lágrima do tempo areia
página virada areia
o pecado roça areia
a pequena coça areia
o recado rasga areia
mil pedaços vidro areia
a origem o começo areia
o final o precipício areia
a mentira lixa areia
a verdade esgarça areia
óbulo de graça areia
a velha trapaça areia
a ampulheta passa areia
a areia areia areia
a areia areia areia...


segunda-feira, 27 de agosto de 2012

teus sonhos




teus sonhos dormem de olhos abertos
teu sonhos não são nada tolos
teus sonhos são até um tanto espertos
teus sonhos inventam personagens
 -- homens, mulheres, loucas, doidos  --
teus sonhos inventam histórias
-- dramas, comédias, tragédias, romances --
teus sonhos não pagam impostos
nem concordam em morrer à aurora
teus sonhos resistem ao egoísmo
teus sonhos insistem em desafiar
teus sonhos vazam a atmosfera e retornam luzes
teus sonhos têm cores
teus sonhos têm formas
teus sonhos têm a fragilidade do divino
e a resistência do aço
teus sonhos são o improvável e o possível
teus sonhos são fáceis
teus sonhos são doces
teus sonhos são vidas
teus sonhos são idas -- e vindas
teus sonhos são íntimos e delicados
como as tuas verdades
por isso,
e também por isso,
teus sonhos são belos...



da Terra à Lua




eu já quis ser astronauta
feito Armstrong
pisar na Lua
no solo lunar deixar
minhas pegadas
lunares
sonhares e lugares 
que sonhei

talvez nos ares
nos mares da tranquilidade
a eternidade
encontrarei...

domingo, 26 de agosto de 2012

coleção de ossos





de tantas noites mal dormidas,
das descobertas da vida,
de esperas e de surpresas
germina a coleção de ossos; 
nuvem, vapor, suor e cálcios
no aprendizado do íntimo,
na velocidade da luz
a sedução,
o som do silêncio,
a lembrança, 
o vácuo
-- movimentos rítmicos,
abalos sísmicos,
o interior da Terra:
sístole e diástole
das nossas aflições.





dos mares




mares revoltos
mares internos
mares inteiros
mares piratas
mares sereias 
mares remotos
maremotos...


quinta-feira, 23 de agosto de 2012

a tecnologia e a poesia




a tecnologia
anda contra a poesia
-- por vezes parece fato
que o poeta de guardanapo
ainda se dá melhor 
que o escriba de megabyte --,
não cai a conexão,
o corta-e-cola não deixa na mão
nao acaba a bateria,
a memória tudo guarda...
ainda assim,
se a caneta do poeta, modesta, 
emperra, na mesma hora
vem o garçon e outra empresta.

um a um




um dia chove
um dia sol
um dia falta
um dia sobra
um dia vaza
um dia arrasa
um dia chega
um dia atrasa
um dia ri
um dia chora
um dia caça
um dia presa
um dia solta
um dia amarra
um dia chuta
um dia agarra
um dia geme
um dia cala
um dia goza
um dia dorme
um dia brota
um dia cai
um dia volta
um dia vai
um dia vai
um dia fica
um dia noite
um dia dia

sábado, 4 de agosto de 2012

Estrelas (ao Davi, meu neto)


estrelas




era uma estrela de cinco pontas
então nasceu Davi
e a estrela ganhou mais um brilho
mais um trilho
mais uma esperança
vem com amor
vem com fé
vem com a graça
e a força da renovação
da juventude
do leite que brota do seio
da mãe e da Terra
vem estelar
vem fulgente
vem para a luz
vem para a vida
vem para acreditar
que a estrela de seis pontas
com seu brilho humano e divino
no clamor da humildade
vai brilhar...

em agosto





meu neto vai nascer
em agosto
minha mãe faz aniversário
em agosto
Keila ganhou um coração de presente e também fez anos
em agosto
eu terei muito trabalho
em agosto
e como trabalharei feliz
em agosto
tenho consulta no dentista
em agosto
e o sorriso vai ser mais brando
em agosto
quero ir ao cinema
em agosto
e visitar um velho amigo
em agosto
vou jogar na loteria
em agosto
e quem sabe fico rico
em agosto
há quem diga
em agosto
que é mês de desgosto
em agosto
mas na verdade eu gosto
em agosto
desse frio que aquece sonhos
em agosto...