sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Ao Norte



Meu destino sem rumo
sem prumo sem destino
anda cansado de guerras
mas não consegue calar...
Ou eu paro de viver,
ou eu paro de falar.


Nenhum comentário: