terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

do branco



do papel da ditadura
à ditadura do papel:
enquanto uma face a tinta engoma
a outra se oferece ao borrão:
pintura? poesia? ensaio?
quem sabe moldura,
quem sabe conteúdo...

Nenhum comentário: