segunda-feira, 30 de março de 2015

Da luz captada



Da luz captada ao escuro.
A história de contrastes.
A história não tem dono.
A história secular.
A história de ontem, quiçá, de amanhã.
A história dos olhos e da luz.
Captada.
Cooptada à verdade.
A luz revela a ausência.
A luz amplia o sentido.
A luz agita o ser.
A luz alimenta.
A luz abençoa.
E feito lente, 
o olhar guarda na memória
a luz da história.
A luz que não tem dono,
nem retoque.


Nenhum comentário: