sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Do beija-flor



Vou fundo na tua corola, minha flor
Penetro e me alimento do teu néctar
Meu voo é em tua direção e a dentro
Meu coração acelerado é teu
Meu prazer é o teu e o prazer teu é o meu
Androceu, gineceu, meu é teu
E minha língua bifurca em tua sede
Minha flor.
Minha língua se dobra ao teu amor.


Nenhum comentário: