domingo, 27 de setembro de 2015

Sem limites



O aprendizado é inequívoco.
A história ensina.
O firmamento observa.
A escuridão silencia.
Não há limites para a insignificância.
O homem engole o homem.
O desvio de caráter.
O poder pelo poder.
Abjetos argumentos.
Falácias dermatológicas.
O arrepio do medo.
A fria imagem da mentira.
O escultor inculto molda deuses de lata.
A arte de representar apresenta a farsa.
Enganaram-te turba.
Fizeram de ti objeto.
Calaram-te entre hinos.
Moeram tua vida.
Regatearam-te a honra.
Castraram-te a justiça.
Dissecaram-te a atitude.
Sem limites.
Pensam.
Sem limites.

Nenhum comentário: