quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Das cores tristes



Tristes os verdes da floresta morta.
Tristes os azuis do mar que foi embora.
Tristes os cinzas do céu encravado em perdas.
Tristes os vermelhos dos olhos sufocados.
Tristes amarelos da serpente rastejante.
Tristes os pretos das jabuticabas podres.
Tristes os brancos das palavras não ditas...


Nenhum comentário: