sábado, 7 de novembro de 2015

Haikai do vento



Então o vento virou a folha
e o outro lado do papel
percebeu o poema aéreo, definitivo


Nenhum comentário: