quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Das incógnitas verdades



Eram sinais. Havia um código.
As extremidades encontravam-se.
Era circular. Tinha arestas.
As formas intercalavam-se.
Era palpável. Projetadas.
As peles entretecidas.
Eram sonoras. Silábicas.
As palavras arranjavam-se.
Eram fórmulas. Com precisão.
As incógnitas reveladas.
Eram felizes. Como casais.
As verdades esfoladas.
Eram mortais. Não são mais.



Nenhum comentário: