segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

verdeamarelo



Comove o verdeamarelo
que persiste e rompe o céu azul,
polvilhado de manchas brancas
a colorir o dia com as cores do meu país.
Terra onde o arco-íris colore de múltiplos brasis
vilas aldeias freguesias cidades,
sem negar, renegar e nem abrir mão
das marcas e tons da identidade.

Nenhum comentário: