sábado, 6 de fevereiro de 2016

Do carnaval II



Não é a máscara o teu carnaval
Não é a fantasia o teu carnaval
Os olhos vazam as voltas da serpentina
Os perfumes respiram gotas feito confete
Um algo quente toma conta do ar
E os suores sambam em silêncio
pela passarela aérea do teu sonhar


Nenhum comentário: