domingo, 6 de março de 2016

Da palavra que falta



De tanto jogar conversa fora,
acabei perdendo palavras.
Há aquelas que se espalharam pelo chão.
Umas foram para debaixo de tapete.
Outras voaram com o vento pela janela,
pela sacada, além das cortinas.
Houve palavras escorridas pelo ralo.
Palavras coerentes, onde foram parar?
Palavras de coragem, cadê vocês?
Palavras humildes, a falta que fazem...
E deste vocabulário capenga,
falhado, incompleto e lacunoso,
dele falta a palavra verdade, 
palavra perdida em discursos vazios.


Nenhum comentário: