terça-feira, 22 de março de 2016

Haikai vazio




Quando o papel olha para o poeta,
feito espelho,
e nada fala. Nada conta. Nada reflete.



Nenhum comentário: