segunda-feira, 28 de março de 2016

Quase meia noite



Quase meia noite
e o dia foi embora
com seus ruídos
suas sandices
suas ilusões
seus credos
seus medos
as decepções
e mais alguns motivos
para começar um poema novo...



Nenhum comentário: