sábado, 30 de abril de 2016

O susto e a surpresa



O susto e a surpresa.
As chaves não trancam verdades.
Quem chamava amor ganhou adjetivo.
Nem toda paixão é irracional.
Nem todo dia é santo.
A surpresa rasga o verbo.
A surpresa arranha a linha imaginária.
A surpresa atravessa o Atlântico.
O susto depõe a sutileza.
O susto faz das tripas, coração.
O susto concorda em gênero, número e grau.
 Enquanto os olhos pesam, as mãos tecem palavras.
Entre o susto e a surpresa, o poeta apaga a luz e sonha...



Nenhum comentário: