quarta-feira, 25 de maio de 2016

Aritmética




Quando não te escrevo
percebo que esqueci de mim

Quando não te vejo
assumo a miopia dos meus sonhos

Quando não te escuto
entendo que minha voz é muda

Quando não te encontro
remendo o calendário do meu dia

É simples como aritmética:
nossas vidas se cruzam em prosa e verso



Nenhum comentário: