sexta-feira, 3 de junho de 2016

Do silêncio




O silêncio é cantiga antiga.
A memória que cala o eco.
Nem as pedras são tão duras.
Nem as pedras.
O silêncio é a corda no pescoço.
O silêncio é consolo e tortura.
O silêncio é o grito intestino.
Nem as pedras.
Nem o perdão.
Nem o destino. 



Nenhum comentário: