quinta-feira, 4 de agosto de 2016

A corda e o laço




Qual a corda que te amarra?
Qual o laço que sufoca?
Tua pele enrugada de água,
teu calor em desperdício.
Tua mágoa sem beijo,
tem abraço vazio.
A porta do teu apartamento,
o corredor escuro.
Tua tristeza vai de escada.
Teu desespero, de elevador.
Não são muitos os remédios da tua ira.
Tão menos são os ódios da tua dor.

Nenhum comentário: