quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Cortes e recortes





Recorto a revista
e corto o dedo.
O sangue jorra.
Recorto a nota
e noto o corte.
O dedo sangra.
Recordo o corte
e o sangue borra.
A nota jorra.
Recorto o dedo
e noto o sangue.
Anoto a morte.



Um comentário:

Ricardo L. disse...

Além do cortante poema, a ilustração da Avenida Paulista a partir da base do Masp foi ótima.