sábado, 20 de agosto de 2016

Dias de luta




Nalguns dias sou cores e teimo em colorir o mundo.
Noutros sou palavras e cismo em poetar.
Há dias de silêncio quando a meditação tenta.
E dias musicais como se os acordes me acordassem.
Para os dias teimosos eu vivo em teimosia.
Os dias calmos não me acalmam, ao contrário.
Nem os dias de lamentos, lamento muito mas não sou.
Pelos dias de aprendizado eu agradeço.
Pelos dias modorrentos eu passo rápido.
Pelos dias de paixão sou apaixonado.
E há os dias de luta, esses são todos, 
um calendário pleno, total,
uma agenda incansável a me ocupar da maldade humana.



Nenhum comentário: