quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Um homem




Barcos de papel 
na corredeira de sonhos.
Leite de ideias
em constelações.
A simplicidade da areia
e a poeira da luz.
Arquiteto na lembrança,
escultor de toque sutil.
Se caminho, estrada.
Se revolta, estopim.


Nenhum comentário: