quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Devaneio




Se eu escrever um poema de amor você surta?
E se meu filme de eterno amor for um curta?
Pouco me resta do amor, apenas o que se furta.



Um comentário:

Batom e poesias disse...

Perfeito! Amei.
Bjs

Rossana