sábado, 15 de outubro de 2016

Da secura



São cordeiros e pastores.
Filhos pródigos e perdidos.
Pais de prantos secos.
Tantos, tantos.
São solitários e eremitas.
Fantásticos e fantasistas.
Retratos de vidas secas.
São medíocres e letrados.
Fábulas sem história nem moral.
Sementes de mentes secas.


Nenhum comentário: