segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Porta aberta



Quantos pronomes possessivos
para nenhum amor.
Pois quem ama, não tem.
Quem ama, é.
Quem ama, está.
Quem ama, vem.
E se vai com amor,
quem ama, volta.



Nenhum comentário: