terça-feira, 29 de novembro de 2016

Guerreira




Mulher e guerreira.
Dona de um poema solto.
Livre como o pássaro a voar.
Sábia tal qual a natureza.
Natureza mãe, mãe Terra.
Mulher-Terra.
Uma esfera de acolhimento.
Abraço.
Fera de sorriso armado.
Do concreto dos olhos puros ao abstrato amar.
Gata de sete vidas.
Todas belezas.
Mulher de sete vidas.
Todas certezas.
Ruas enfeitadas esperam seus passos.
Alamedas de luz, avenidas floridas.
O horizonte aberto é história.
História de ternura.
Ternura na vitória sua de cada dia.
Enquanto o tempo batalha pelo futuro,
seu presente é espelho.
Seu passado, a lição certeira.
Mulher guerreira.
Sua hora é sempre.



Nenhum comentário: