segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Radicais




São profundas as raízes.
Do profundo se alimentam.
No calor do inferno.
Nas águas freáticas.
A planta do Mal e a semente do Bem.
Sugam da mesma seiva.
Bebem o leite das virgens.
Sentem as dores do caule.
Pranteiam lágrimas de látex.
E dão frutos que entregamos aos deuses.
Impunes e radicais.

Nenhum comentário: