domingo, 19 de fevereiro de 2017

Boa morte




Que medo
da folha em branco
Paúra
do meu vazio
Secura
no leito frio
Da morte
do velho rio
Brandura
de toda sorte
Medida
da boa morte.

Nenhum comentário: