quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Enquanto as palavras dormem




Enquanto as palavras dormem
a vida desfila sonhos.
São amigos. Personagens.
Ídolos. Santos e demônios.
Ladrões de verdades.
Desconhecidos. Androides.
Andróginos, reis e rainhas.
São cenários. Praças e avenidas.
Palco. Tela. Janela. Cortinas. Sóis.
Casas. Celas. Quartos. Muros e paredes.
Mares. Rios. Cachoeiras. Águas-furtadas.
Nuvens. Árvores. Floresta. Redes.
São amores. Toques. Desejos.
Mãos. Ventre. Coxas. Dedos. 
Beijos. Unhas. Língua. Carinho. 
Ritos e liturgias. Pés. Cócegas. Arrepios.
Seios. Orifícios. Gritos, gemidos e ais.
Enquanto as palavras dormem
uma vida de sonho brinca de ser. 



Nenhum comentário: