domingo, 12 de fevereiro de 2017

Sinal de alerta



Andam escuros os dias.
Medo, dúvidas, cruzadas vias .
Perigos e credos.
Caminhos sem trilhos.
Onde estão, onde estamos?
Como guardar nossos filhos?
Não se vê o horizonte.
A ponte rompeu cordões.
Perdemos os elos.
Das torres, gritos e mudez.
A vigilância dos torreões.
O outro lado do incerto.
A outra face do pesadelo.
Um discreto sinal de alerta.


Nenhum comentário: