segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Tatuagens



Minhas tatuagens são cicatrizes.
Marcas que vira e mexe sangram.
E a tinta vermelha que se faz corte
é da mesma matiz que censura o verbo.
Minhas tatuagens são corações e âncoras.
Profundas e rancorosas.
Rasgam a pele como singram mares,
riscam rumos tal qual emoções.
Minhas tatuagens imaginárias.
Linhas tropicais e meridianas.
Desenham poemas, rascunham sóis 
e dispensam maiores comentários.


Nenhum comentário: