quinta-feira, 27 de julho de 2017

Fantoches



Sentada entre anjos e demônios.
Santa das noites madrasta insônia.
Com agulhas de crochê em par.
Com fios de teias em tear.
Em parte a arte da dor.
Em parte a dor da arte.
Madeira cortada a canivete.
Marionete talhada.
Ganha vida. Fala. Grita.
Grito solto. Presa. Algema.
Uns chamam destino.
Outros dizem sina.
A santa da morte corta a linha.
Desce fria forte e morta a guilhotina.


Nenhum comentário: